Uma Dieta que Funciona

Carnes de todos os tipos

Carne de verdade, in natura.
Tem boas linguiças por aí, mas a maioria a venda contém açúcar e amido na composição.
Salsichas e nuggets não são carne e são cheias de amido.
Evite comprar carnes já temperadas, faça o seu próprio tempero em casa.
Carnes in natura são praticamente zero carbo, tirando órgãos como o fígado, que chega a cerca de 5% de carboidratos líquidos segundo o FatSecret. Na prática, considere como se fosse zero.
Resumindo: Peixes como o salmão, sardinha e truta, crustáceos, frango, porco, boi, cordeiro, peru, vitela, minhocas. Ok, não precisa comer minhocas, mas você poderia, se quisesse. Coma a carne que achar mais gostosa. Bacon inclusive!

Good company in a journey makes the way seem shorter. — Izaak Walton

post

Carnes de todos os tipos

Como a dieta low carb ajuda a emagrecer

Este método contribui para o emagrecimento saudável ao sugerir que a alimentação priorize os carboidratos de baixo índice glicêmico. Isto porque quando um carboidrato é ingerido ele tem a glicose que será utilizada pela célula para obter energia.

Caso haja excesso de glicose, ela é estocada em forma de gordura e se for utilizada antes da próxima refeição não há ganho de peso. Para que o organismo consiga queimar a gordura estocada é preciso liberar um hormônio chamado glucagon que irá retirar essa energia estocada. Quando a dieta é rica em alimentos com alto índice glicêmico, ocorrem muitos picos de insulina e às vezes eles estão tão altos que o glucagon nunca é liberado. Sem o glucagon a gordura que está estocada não é queimada e não há perda de peso.

Ele viu que diversas populações, previamente isoladas e sem acesso a alimentos industrializados, não apresentavam graus elevados de incidência de doenças crônicas do mundo ocidental – como diabetes, obesidade, síndrome metabólica, cáries e muito mais.

Porém, após mudarem suas alimentações tradicionais para uma dieta tipicamente ocidental, abundante em carboidratos processados, começaram a sofrer desses mesmos males.

E trago esse ponto porque ele deixa claro que o modo de se alimentar dessas populações era tudo menos “da moda”.

Na verdade, seu caso era exatamente o contrário: elas se alimentavam da mesma maneira há milhares de anos. Seguiam a exata dieta dos seus ancestrais – uma alimentação mais natural e mais saudável.

E, coincidentemente ou não, essa dieta tendia a ser pobre em carboidratos – ou, como chamamos atualmente, uma dieta low-carb.

Advertisements

Lezel ur respont

Fill in your details below or click an icon to log in:

Logo WordPress.com

Emaoc'h oc'h ober un evezhiadenn gant ho kont WordPress.com Log Out /  Kemmañ )

Google+ photo

Emaoc'h oc'h ober un evezhiadenn gant ho kont Google+ Log Out /  Kemmañ )

Skeudenn Twitter

Emaoc'h oc'h ober un evezhiadenn gant ho kont Twitter Log Out /  Kemmañ )

Luc'hskeudenn Facebook

Emaoc'h oc'h ober un evezhiadenn gant ho kont Facebook Log Out /  Kemmañ )

War gevreañ ouzh %s